Imagina na copa

Inspire-se com as histórias que encontramos

Aqui você assiste toda semana a uma nova história de quem está transformando o país para melhor. São projetos e ações
de pessoas que fazem seu melhor onde estão e com o que têm para mudar o Brasil. Até a abertura da Copa do Mundo,
em 12 de junho de 2014, serão 75 documentários para inspirar você.
Se quiser indicar um projeto para a gente, fique à vontade! Se quiser colaborar para o próximo, faça uma doação.

História #40 – Salve Sertão

Texto por Guido Cavalcanti.

Tudo surgiu da necessidade e da profunda crença no poder da solidariedade. Desde o ano de 2011 o sertão vem sendo assolado por uma cruel seca. De tempos em tempos o valente povo sertanejo e os animais que lhe dão sustento sofrem com a falta de chuva que lentamente leva embora a vida.

Diante das notícias nos jornais, a discussão sobre o tema nas salas do Curso de Direito da Faculdade Estácio do Recife eram inevitáveis. Questões sobre atuação política e o papel da sociedade organizada eram constantes, já que um dos temas da cadeira de Direito Civil é justamente Fundações e Associações civis.

Diante das discussões, duas possibilidades se abriram: Discutir hipoteticamente o papel das associações e fundações e explicar no quadro negro como elas surgem e como são geridas, ou – no oposto – começar a agir de maneira prática e envolver os alunos em uma atuação direta e imediata no problema social. Felizmente, eles abraçaram a segunda opção.

Com alguns princípios orientadores básicos: (ausência de partidarismo político e laicismo) e utilizando-se fortemente dos modernos mecanismos de comunicações – especialmente as redes sociais – uma maneira criativa e eficaz de ajudar começou a surgir: Com uma estrutura hierárquica flexível e abertura absoluta para novas ideias e ações – assemelhando-se ao modelo de fóruns de discussão – os voluntários começaram a sugerir diferentes maneiras de ajudar. As melhores ideias ganhavam seguidores entre os voluntários e a ação surgia.

A grande sacada era envolver o voluntário e faze-lo sentir na pele toda a beleza e sacrifício do trabalho social. Observar o milagre da solidariedade transformar o ser humano. Levar pessoalmente a cesta básica ao sertão e sentir o calor e o suor. Fazer com que o adolescente entre, fale e viva a experiência completa da pobreza material e riqueza espiritual desse bravo povo. Viver as histórias pessoalmente e crescer com elas.

Além de ajudar as comunidades carentes no que for preciso, o Projeto Salve Sertão quer fazer nascer verdadeiros ativistas. Quer ajudar a mudar o mundo, mudando as pessoas e fazendo isso desde cedo, já no jovem. Direcionar aquela monstruosa energia para benefício da coletividade. Acreditamos que independente de qualquer religião, a caridade é um profundo remédio para os problemas que enfrentamos – todos frutos da individualidade – e que se dermos a correta oportunidade às pessoas – através de um ambiente profissional e com uma motivação pura e correta -o ser humano terá espaço de desenvolver o aspecto social e caritativo em sua vida.

Então – de maneira espontânea – sugestões de diferentes atividades foram surgindo. Inicialmente surgiram festas universitárias para arrecadar fundos para compra de alimentos, depois surgiram as viagens, depois as palestras e agora as capacitações. O Salve Sertão caminha cada vez mais para ações mais sustentáveis, entendendo que o grande auxílio que um ser humano pode oferecer ao outro é o conhecimento. O Salve Sertão se tornou um espaço onde a vontade individual de ajudar ganha eco e apoio de outras vontades iguais.

Um círculo sustentável começou a ser desenhado: Voluntários – na maioria de universitários – começavam a aplicar o conhecimento que estavam desenvolvendo na faculdade em benefício alheio. Isso acaba sendo uma gigantesca oportunidade para todos os envolvidos: Para o universitário, por poder aplicar seu conhecimento no melhor caso prático possível (o problema social). Isso acaba gerando uma consolidação perfeita do que aprendeu, além da verdadeira construção de um ser humano mais integral e completo. No outro lado, a comunidade ganha o auxílio de um voluntário corretamente direcionado e com conhecimentos que são úteis e extremamente necessários.

Tomemos como exemplo uma proposta de atuação do Salve Sertão em uma pequena cooperativa de produtores de tomates: Os alunos de administração, junto com seus professores, utilizarão seus conhecimentos específicos na melhoria dos débitos e créditos; Os alunos de informática na manutenção do site da cooperativa; Os alunos de publicidade na construção da marca e apresentação; Os alunos de Direito, na legalização da terra, dos direitos dos trabalhadores e nos contratos de arrendamento, e por fim os alunos de saúde na qualidade de vida dos cooperados, assim por diante. As combinações são infinitas e os resultados grandiosos.

E assim segue o Salve Sertão. Acreditando que o processo de ajudar o próximo é uma oportunidade única e preciosa de crescimento e que a grande missão do ser humano nesta terra é aprender a amar e estender cada vez mais essa corrente, até que um dia consigamos ter uns pelos outros – mesmo um desconhecido – um amor igual ao que uma mãe tem pelo seu filho.

Galeria de fotos:

Parceiros estratégicos

Parceiros

Divulgação

Apoio