Imagina na copa

Inspire-se com as histórias que encontramos

Aqui você assiste toda semana a uma nova história de quem está transformando o país para melhor. São projetos e ações
de pessoas que fazem seu melhor onde estão e com o que têm para mudar o Brasil. Até a abertura da Copa do Mundo,
em 12 de junho de 2014, serão 75 documentários para inspirar você.
Se quiser indicar um projeto para a gente, fique à vontade! Se quiser colaborar para o próximo, faça uma doação.

História #33 – Ler para Crescer

 

Estávamos conversando sobre o Instituto Ler para Crescer e suas diversas iniciativas, quando Elaine disse “vai ter uma viagem de barco esse fim de semana e outra no dia 17. Então, por exemplo, se vocês fossem ficar aqui nesse fim de semana, poderiam ir de voluntárias no barco”. Nos voluntariamos (lê-se: nos oferecemos mesmo) na hora.

É uma aventura mesmo. E essa mineira atrapalhada aqui, com 3 minutos de jornada, antes mesmo de chegar no barco, já tinha se atolado e quase perdido o chinelo num buraco de barro que criou – chinelo que era o único calçado da viagem.

Nos primeiros minutos as redes já tomam conta de quase todo o barco, da cozinha pequena sai a primeira janta, a lanterna amarrada improvisa a luz do banheiro, o banho com água do rio no chuveirão atrás do barco, o brega tocando alto de um posto de combustível fluvial que havia por ali. E o calor.

Navegamos pelo Rio Solimões e a imersão na natureza tão rica já seria uma experiência transformadora. No decorrer da viagem, são encontrados espaços, atalhos e amizades que fazem o barco parecer maior. Mas a viagem tem objetivo e tem destino: levar brincadeiras e leitura para crianças de comunidade ribeirinhas.

Quando o barco chega às comunidades é que começa a construção do que será a atividade. Não tem dessas coisas de pré-agendamento ou espaço reservado. Vestidos de palhaços, piratas, índios, com perucas e cornetas, vamos chamando a atenção das crianças e conversando com adultos para definir um lugar para a atividade e espalhar a notícia.

Com música, dança e brincadeiras entretemos e vamos conhecendo as crianças. Pinturas no rosto as transformam em personagens também. O teatro fala sobre o Curupira e a importância de preservar as florestas. Com voluntários e crianças como atores improvisados, a mensagem se dá no meio de muitas risadas. Finalmente, são colocados livros entre as crianças que com o apoio dos voluntários, interagem com as histórias e descobrem o universo da leitura. Parece simples? É mesmo.

Talvez esteja justamente na simplicidade a grande beleza desse projeto. É tudo muito mágico. As crianças, a comunidade, as casas, a natureza, o rio, o barco, os voluntários e esse casal.

Um encontro de almas. Elaine e Tommaso contam que fizeram uma escolha de vida – uma vida de missão, uma vida para o outro. Estão começando um novo projeto com meninos que moram na rua. Entendem que essas são as crianças excluídas de forma mais extrema. Já adaptaram sua rotina, seu padrão de consumo, seus planos a partir dessa escolha de vida. Agora, estão adaptando sua casa para transformá-la em um abrigo.

Mais que um projeto transformador, Elaine e Tommaso, com o apoio da comunidade e de voluntários, tem uma vida de transformação. Saímos complemente inspirados de lá. Uma incrível sensação de que é possível fazer ainda mais. Um sentimento de amor pelo outro e pelo meio e a confiança do nosso poder de alegrar a vida do outro.

“Entrega-se marujo!

Esse é o passeio das almas aventureiras.

Dirão que teu pensamento é moribundo

Mas não ligue para almas corriqueiras.

Apenas entrega-te marujo…”

Trecho da poesia Cantos da Vida – que Matheus Torres fez para “as almas aventureiras do Barco do Ler para Crescer”.

 

 

Galeria de fotos

(por Mari Campanatti)

Parceiros estratégicos

Parceiros

Divulgação

Apoio