Imagina na copa

Inspire-se com as histórias que encontramos

Aqui você assiste toda semana a uma nova história de quem está transformando o país para melhor. São projetos e ações
de pessoas que fazem seu melhor onde estão e com o que têm para mudar o Brasil. Até a abertura da Copa do Mundo,
em 12 de junho de 2014, serão 75 documentários para inspirar você.
Se quiser indicar um projeto para a gente, fique à vontade! Se quiser colaborar para o próximo, faça uma doação.

História #17 – Pracatum

 

Por Rafa Palma.

Eu, soteropolitana que sou, não conhecia o Candeal até visitar o bairro acompanhando um dia de gravações com o pessoal do Imagina na Copa. Nós fomos conhecer o Léo e a Pracatum, mas a nossa visita (ainda bem) extrapolou nossas expectativas e acabamos por vivenciar um dia na comunidade juntamente com pessoas que tem um carinho muito especial pelo lugar que vivem como o próprio Léo, o Nadson e o Jair.

Para muito além da sua tradução e expressão nas musicas de axé, o Candeal transborda transformação social e, consequentemente, orgulho e cuidado por parte de seus moradores. Há pouco mais de uma década atrás, o cenário era completamente diferente do que encontramos na nossa visita: era a visão clássica de uma favela, com ruas sem calcamento, sem condições de saneamento adequadas e com moradias precariamente construídas nas ladeiras íngremes que dão forma ao bairro.
Assim como em tantos outros projetos sociais de Salvador como a Escola Olodum, o Projeto Quabales e a Neojibá, o veículo que impulsionou toda essa mudança foi a música. O filho mais conhecido do Candeal é o músico Carlinhos Brown; ele iniciou o processo de transformação com a criação da banda Timbalada, famosa pelos uso dos timbaus e pelas pinturas corporais. Em 1996 Brown criou o Candyall Guetho Square; centro cultural que abrigou por muitos anos seu escritório de produção, um estúdio e os famosos ensaios da Timbalada. Ensaios estes, aliás, importantíssimos para a visibilidade experimentada pelo local, que passou a atrair
pessoas de todos os cantos da cidade. Chegou então ao ponto de ser, para além disso, conhecido a nível nacional e internacional, à medida em que rufavam os timbaus.

A Associação Pracatum de Ação Social (APAS), da qual o Léo é cria, foi outra iniciativa de Brown que mudou completamente a realidade vivenciada pelo povo do Candeal. A ONG busca a melhoria da qualidade de vida dos moradores do bairro através do desenvolvimento comunitário e programas fundados na educação e na cultura. O trabalho realizado pela Pracatum se concentra nas áreas de educação e cultura, mobilização social e urbanização.

No aspecto urbanístico a Pracatum desenvolveu junto à comunidade o projeto de reconstrução do bairro: o “Tá Rebocado” foi fruto de reuniões comunitárias nas quais a população era convidada a dar sugestões e apontar as mudanças prioritárias a serem realizadas. Foram realizadas oficinas e cursos de capacitação para jovens e adultos. Uma campanha de prevenção de doenças também se concretizou e muitos dos moradores foram empregados nas obras do projeto. O “Tá Rebocado” foi, de fato, idealizado e executado pela comunidade para a comunidade, evidenciando a sua capacidade de articular uma transformação para a melhoria da vida de todos. As casas coloridas que acompanham a escadaria não poderiam compor melhor cenário para a nossa conversa com Leo, juntas elas formam uma espécie de cartão postal desse bem sucedido projeto comunitário.

A Pracatum Escola de Música é o braço da ONG responsável pela realização de atividades na área de educação e cultura. É aqui que o poder transformador da música tem maior expressão. A metodologia adotada inclui referências e praticas culturais que integram o universo do aluno. É incentivado o protagonismo ao jovem e a produção de novos conhecimentos, reformulando seus comportamentos, hábitos e valores.

O amor e o cuidado que Leo, Nadson e Jair sentem pelo bairro, e a importância que eles dão ao convívio nessa comunidade participativa, contagiou a todos nós. Essa autoestima, esse orgulho de pertencer a este local e, sobretudo, essa vontade de fazer acontecer, são reflexos da história que Leo começou a nos contar no início do vídeo: os moradores guardam uma forte identidade histórica e cultural com o bairro. Isto, aliado à força de mobilização já comprovada, faz com que essas pessoas sigam modificando a sua realidade e acreditando no seu potencial transformador.

Infográfico

Arte do Infográfico: Fabrício Albuquerque

 

DICA: Para conhecer melhor a realidade do Candeal recomendo o filme “El milagro del Candeal” do cineasta espanhol Fernando Trueba e o texto “O Drible do Candeal: o contexto sociomusical de uma comunidade afro-brasileira” da Dra. em antropologia Goli Guerreiro que traz uma profunda análise dessa produção audiovisual. Ambos me ajudaram muito a entender o que é o Candeal e seu significado os moradores.

 

Galeria de fotos:

Parceiros estratégicos

Parceiros

Divulgação

Apoio